Inteligência Artificial e Chatbots

por | jun 9, 2020 | Inteligência Artificial (IA)

Inteligência Artificial e Chatbots são assuntos que já não podem mais caminhar separados. Em resumo, podemos dizer que vamos ensinar a máquina, no caso, chatbots, a pensar por si, dando a ele um upgrade de Inteligência Artificial.

Se você já leu nosso blog sobre o que é Inteligência Artificial você deve ter visto que elas estão presentes nas mais variadas coisas da nossa vida e, no atendimento digital, não seria diferente. E se você não leu, recomendamos que leia antes de ler esse aqui para entender melhor os termos que citaremos.

 

Um pouco de história

 

Desde o começo da sua história, a tecnologia foi a capaz de modificar totalmente o modelo de suas sociedades, sendo uma grande aliada do homem. Hoje não seria diferente: dia após dia, a tecnologia avança e se mostra mais presente no cotidiano das pessoas, sendo uma forte amiga para as mais diversas atividades, sejam elas pessoais ou corporativas. 

Com isso, a automação de algumas funções torna-se um processo natural e é capaz de otimizar tempo, dinheiro e, de quebra, aumentar a satisfação dos clientes ou consumidores. Mesmo que você não perceba, cada vez mais, as IAs ganham complexidade e se fazem presentes em sua rotina. 

Já são smartphones, carros com sensores de estacionamento, smart houses, bancos, restaurantes, call centers, e por aí vai. E em meio a isso temos, também, os assistentes virtuais. Esse casamento entre Inteligência Artificial e chatbots ja é tendência forte para proporcionar melhores experiências aos usuários e trazer soluções de valor para empresas.

 

Quais são as tecnologias disponíveis para desenvolver Chatbots Inteligentes?

 

Hoje existem várias empresas que desenvolvem chatbots e algumas delas, como a nossa, criam chatbots inteligentes com a ajuda de tecnologias muito mais avançadas disponibilizadas por outras grandes empresas que detem em si fontes mais amplas e complexas de tecnologia. 

No geral existem 3 grandes empresas que fornecem tecnologias que podem ser usadas para a criação de chatbots. São elas:

 

Watson

A robusta Inteligência Artificial da IBM é uma plataforma de serviços cognitivos voltada para negócios. O objetivo da IBM ao criar o Watson foi ajudar profissionais e empresas a construírem seus próprios sistemas cognitivos e, assim, melhorar processos e serviços. 

Uma das possibilidades de utilização da IA do Watson é o atendimento ao cliente através dos chatbots, porém a tecnologia ainda é bastante cara e inacessível para usos gerais. Ela se aproxima mais do que conceituamos como Deep Learning mais acima.

 

LUIS

O LUIS, da Microsoft, é um serviço baseado em machine learning, que cria compreensão de idioma natural não somente em chatbots, como em aplicativos e dispositivos IoT. Sua base de funcionamento é a compreensão da fala, e não somente dos textos.

Com o LUIS é possível utilizar o reconhecimento de voz e criar um chatbot ainda mais sofisticado, por exemplo. É uma tecnologia mais próxima do “Hey Siri” ou “Olá Google”.

 

Dialog Flow

A Inteligência Artificial da Google é, na verdade, mais que uma ferramenta. É uma plataforma de desenvolvimento completa criada para criar e implementar interfaces de conversação em sites, aplicativos e dispositivos IoT.

Com vinte idiomas compatíveis, permite interações naturais entre usuários e empresas através da criação de chatbots com base em machine learning e Processamento de Linguagem Natural.

 

Chatbots + Inteligência Artificial

 

A  tecnologia de IA pode, assim, ajudar o seu chatbot a ganhar um super upgrade de inteligência e compreensão que poderá fazer aquele “não entendi” irritante ficar no passado de uma vez. Por isso, esse tipo de inovação é aliada ao atendimento e a experiência dos clientes.

 Se você ainda não acredita deixamos aqui 3 porquês que Chatbots Inteligentes são muito positivos para seu negócio:

 

Agilidade

Associar Inteligência Artificial (IA) aos assistentes virtuais é uma maneira de aprofundar a satisfação dos usuários, que estão cansados de precisar passar por diversos atendimentos para ter suas solicitações resolvidas.

Com a IA, é possível entender a linguagem utilizada pelo cliente, compreendendo sua intenção e, com a integração junto aos sistemas internos, ter o pedido entregue em muito menos tempo.

Assim, a sua empresa consegue reorganizar seus operadores, tirando-os da responsabilidade do atendimento para alguns assuntos mais repetitivos e maçantes, otimizando suas capacidades, já que eles ficarão mais focados na resolução de situações mais complexas.

 

Menos tempo de espera

Independentemente de qual seja o motivo da ligação, os clientes odeiam esperar na linha. Além disso, com o alto fluxo de chamadas, os atendentes podem ficar sob pressão com a formação de filas de atendimento, gerando um impacto extremamente negativo em suas performances, podendo trazer avaliações negativas à empresa.

Portanto, ao otimizar a resolução de problemas simples por meio do uso de chatbots com Inteligência Artificial, a percepção de valor agregado e de benefícios para o consumidor passa a ser mais clara, acarretando conforto e otimismo em relação à marca.

 

Experiência personalizada

O uso da IA, em conjunto com uma boa base de dados – que é constantemente atualizada – facilita a personalização do atendimento ao aprender, ao longo do tempo, com as tarefas executadas anteriormente.

Ou seja, ao fornecer dados e parâmetros para a orientação de uma tarefa, o software de Inteligência Artificial é capaz de calcular e identificar soluções alternativas de maneira muito mais rápida e assertiva do que um ser humano.

 

Chatbots Inteligentes

 

A tecnologia de Inteligência Artificial, quando focada no atendimento ao cliente, pode conceber chatbots muito mais eficientes e práticos, que sejam muito menos trabalhosos de se criar e que, em contrapartida, geram muito mais resultado.

Com o uso correto, os chatbots podem transformar as interações em uma experiência rápida, intuitiva e eficiente. 

Além disso, essas soluções são capazes de otimizar o tempo e o lucro das empresas ao melhorar a performance de seus colaboradores. Marcas que se adaptam ao futuro e utilizam essas tecnologias em sua estrutura organizacional tendem a se posicionar melhor e fornecer experiências positivas, aumentando a chance de fidelização e a participação de mercado.