Você sabe criar chatbots relevantes? A relevância do seu chatbot para os usuários vai determinar o sucesso ou fracasso da sua estratégia.

 

Cada vez mais as empresas e marcas estão aceitando a ideia de usar chatbots em suas estratégias de marketing digital, seja para atendimento, relacionamento, captação de leads, nutrição e/ou vendas.

 

Investir numa estratégia com chatbot é garantir que sua empresa esteja à frente das tendências mundiais de comunicação, engajamento e vendas de baixo custo. Isso significa usar o meio de comunicação mais utilizados pelas pessoas: os aplicativos de mensagens para interagir e conquistar clientes de forma automática e escalável.

 

Agora você sabe como desenvolver seu chatbot? O que ele precisa ter? Qual inteligência artificial usar? O que ele vai fazer pelos seus usuários? Qual o seu propósito? Essas e muitas outras dúvidas pairam no ar quando estamos criando o esboço de um chatbot.

 

Se este é o seu primeiro chatbot, comece simples e avance gradualmente com o tempo. Uma das grandes qualidades do chatbot é a sua capacidade de aprender rapidamente, habilidade conhecida também como machine learning ou aprendizado de máquina. Essa capacidade faz com que a medida que o chatbot vai interagindo com as pessoas ele consegue identificar padrões que o ajudam a aprender sobre as intenções por trás das mensagens das pessoas e evoluir sua inteligência.

 

Você pode começar com chatbots simples, com fluxos conversacionais baseados em regras e ir testando a implementação da inteligência artificial aos poucos. Assim, pode rapidamente corrigir e evoluir seu chatbot sem causar frustração em seus usuários.

Listamos abaixo algumas dicas cruciais para desenvolver um chatbot relevante para seu público.

 

  1. Qual o objetivo do seu chatbot?

 

A primeira coisa que você precisa decidir é o propósito do seu chatbot. Por que seus clientes o usarão?

 

Embora você possa usar um chatbot para, praticamente, qualquer coisa, é importante incorporar funções que seus clientes acharão úteis, como FAQs, oferecer o menu caso seja um restaurante, apresentar novos produtos, mostrar a localização da sua loja e etc.

 

Use uma voz que seus clientes estão acostumados. Não é necessário tornar o seu chatbot diferente de um dos seus verdadeiros atendentes. Na verdade, você quer fazer o contrário. Você quer que seu chatbot pareça ser um humano para as pessoas com quem ele se comunica.

 

  1. Experiência do Cliente

 

Facilmente conseguimos identificar se estamos falando com um bot ou com um humano, por isso, é muito importante que o seu cliente saiba que está conversando com um chatbot. Para isso use uma mensagem de boas-vindas apresentando seu bot. Procure dar uma personalidade a ele com nome, identidade visual, voz e de preferência baseado nas suas personas, afinal, é com elas que eles vão conversar.

 

Outro ponto importante é mostrar que o seu chatbot é capaz de ajudar e pode fazer isso dando respostas rápidas. Sempre procure incluir emojis, memes ou outras formas de comunicação que torne seu bot mais amigável e divertido. Além também de fornecer pistas visuais que complementem o texto de respostas rápidas como vídeos e fotos.

 

As respostas textuais são necessárias, além de serem a forma como as pessoas mais gostam de se comunicar. Você não pode permitir que seu usuário fique sem uma resposta de volta ou aguardando muito tempo por um atendente. Quando ele enviar uma mensagem de texto, seu chatbot precisa enviar uma resposta apropriada e até fornecer um menu de respostas prontas que deem continuidade a conversa levando seu cliente de forma inesperada a uma solução bem sucedida para um determinado problema.

 

Você também deve oferecer ao seu cliente a opção de escolher se quer conversar com um humano ou continuar conversando com o bot. Muitos chatbots hoje incluem a opção “falar com um humano” caso o bot não saiba ou não consiga resolver uma questão do cliente.

 

  1. Qualidades operacionais

 

Dê aos seus clientes uma sensação de navegação implementando botões que o ajudem a seguir ou a voltar ao menu principal. Essa é a maneira mais conveniente para o seu cliente obter a ajuda que ele precisa.

 

Certifique-se que seu bot esteja sempre funcional e que cada resposta rápida esteja correta. Isso evita a confusão dos clientes e consequentemente, sua frustração se não conseguir resolver um problema.

 

Os comentários dos clientes também são importantes para avaliar o desempenho do seu chatbot e assim poder fazer as melhorias necessárias. Os clientes são aqueles que usam o bot, por isso, é importante manter o padrão do cliente. ?

 

7 métricas para monitorar o desempenho do seu chatbot

 

Temos certeza que as dicas acima irão te ajudar a desenvolver seu primeiro chatbot e caso queira ajuda para desenhar, desenvolver, implementar e impulsionar seu chatbot fale a gente. Juntos podemos criar o chatbot ideal para o seu negócio.

 

Quero um chatbot